Novo Concurso do TRT-14 – Banca Escolhida


  

Fundação Carlos Chagas será a responsável pelo certame.

O Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região (TRT-14) divulgou na última sexta-feira, dia 15 de junho, por meio de uma publicação em seu Diário Oficial, a assinatura do contrato com a Fundação Carlos Chagas (FCC), que foi escolhida para ser a banca responsável por organizar o seu novo concurso público para o cargo de Analista Judiciário. O TRT-14 abrange estados como o Acre e Rondônia.

Com o contrato assinado, os envolvidos já se prontificam a finalizar todos os ajustes para que, finalmente, ocorra a publicação do edital. Estima-se que isso ocorra no decorrer dos próximos dias.

Esse processo seletivo foi autorizado por meio de uma sessão administrativa, que aconteceu no dia 24 de abril. No entanto, ainda não foram divulgadas informações com a relação do número de vagas disponíveis. Além disso, o critério de seleção para o cargo de Analista Judiciário passou a se restringir apenas para as áreas de Estatística e Psicologia, retificando o que foi, a primeira instância, divulgado no Diário Oficial, que o concurso também contemplaria a área administrativa.

De acordo com o setor responsável pela gestão de pessoas do órgão, esta será a primeira vez que um concurso do TRT-14 contempla a área de Estatística. Isso se deve a uma exigência feita pelo Tribunal de Contas da União, para que o órgão passe a ter servidores capacitados nesta área.

Para concorrer, é necessário que o candidato possua formação completa no Ensino Superior em alguma dessas duas áreas. O profissional contratado virá a receber o salário mensal inicial no valor de R$ 11.006,83, considerando já a GAJ (gratificação judiciária), além dos demais vencimentos básicos.

Concurso público do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-14): último concurso

O último processo seletivo realizado pelo Tribunal Regional do Trabalho da 14° Região ocorreu no ano de 2015, para o cargo de Analista Técnico Judiciário, contando com seis vagas para contratação imediata, além de várias outras para montar um cadastro reserva de pessoal. A banca escolhida para organizar o certame, na época, também foi a Fundação Carlos Chagas.

As oportunidades destinadas para os profissionais de nível escolar médio eram para os cargos de técnico administrativo da área de Tecnologia da Informação (TI) e para técnico administrativo da área comum. Já em relação às chances para os profissionais de nível superior, as opções eram para analistas da área judiciária, na área de apoio especializado em TI, na área de analista judiciário e na área de avaliador oficial de justiça.

Provas

O critério de seleção foi segundo a nota obtida na avaliação por provas objetivas para todos os níveis, junto de uma prova discursiva para concorrentes de nível superior, de conhecimentos gerais e conhecimentos específico. O conteúdo abordado no exame pertencia às seguintes áreas do conhecimento:

  • Disciplina de Língua Portuguesa;




  • Disciplina de Matemática e Raciocínio Lógico;

  • Disciplina de Direito Constitucional;

  • Disciplina de Direito Administrativo e do Trabalho;

  • Disciplina de Direito Processual do Trabalho;

  • Disciplina de Direito Civil; entre várias outras.

Como visto, a publicação do edital do novo concurso do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região para o cargo de Analista Judiciário está cada vez mais próxima. Essa expectativa aumenta a ansiedade dos concurseiros, que podem aproveitar esses próximos dias para dar uma turbinada nos estudos e tirar todas as dúvidas restantes.

É de muita importância que o edital seja lido atentamente e, se possível, mais de uma vez, para que o interessado veja todas as informações necessárias.

Nesses próximos dias, não deixe de acessar frequentemente a página do TRT-14 e da Fundação Carlos Chagas, a fim de ter acesso ao edital, assim que o documento for publicado.

Felicia Lopes


Leave your comment