Novo Concurso Auditor do SEFAZ-RS 2018 – Previsão


  

Na última sexta-feira, dia 20 de abril de 2018, José Ivo Sartori, governador do Rio Grande do Sul, anunciou que autorizou um novo concurso público, que tem como objetivo a contratação de profissionais para atuarem na Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz/ RS).

Os nomes dos membros que vão compor a comissão do Concurso, já foram anunciados, por meio de Diário Oficial, no dia 24 de abril de 2018.

A comissão será presidida por Cláudio Graziano Fonseca e pelos suplentes Jocemar Joarez Rodrigues e Antônio César Ohse Varela.

Com a comissão definida, a única etapa que falta, para a divulgação da data de publicação do edital, é a formação da Banca Organizadora.

Sobre as vagas

Serão ofertadas ao todo 50 oportunidades, que visam o preenchimento de postos de trabalho, para cargo Auditor.

Apesar da confirmação do concurso ter sido feita, com a intenção de contratar profissionais para atuarem como auditor fiscal, Luiz Antônio Bins, o secretário adjunto da Fazenda, não descartou a possibilidade de o concurso ofertar também vagas para os cargos de técnico tributário e assistente administrativo fazendário.

Requisitos

Uma das exigências para concorrer às vagas é que o candidato possua o ensino superior em algumas áreas específicas. Ainda não foi informado, em quais áreas do conhecimento os candidatos devem possuir graduação, mas em concursos anteriores, as graduações cobradas foram nas áreas de ciências econômicas, ciências contábeis, ciências jurídicas ou sociais e em administração.

Remuneração

Candidatos aprovados no processo seletivo vão receber um salário de R$ 21.400,00. Informações a respeito de benefícios não foram divulgadas.

Carga horária

Os candidatos aprovados vão trabalhar em período integral, ou seja, 40 horas por semana.

Sobre o Concurso anterior

O último concurso da Secretaria da Fazenda do Estado do Rio Grande do Sul, aconteceu no ano de 2014. Nesse ano, a banca organizadora foi a Fundatec e ao todo foram ofertadas 30 vagas.

As provas, foram aplicadas em 3 blocos, sendo que ao todo os candidatos tiveram que responder a 260 questões objetivas.

A primeira prova foi composta por 100 questões e as demais questões, foram divididas, entre as duas provas aplicadas posteriormente.

Veja abaixo como foi feita a divisão das provas:

Prova

24 questões sobre língua portuguesa,

16 questões sobre matemática e raciocínio lógico,

20 questões sobre direito empresarial, direito penal e direito civil

40 questões sobre tecnologia da informação




2º Prova

30 questões sobre direito tributário

20 questões sobre direito administrativo e direito constitucional

30 questões sobre contabilidade

3º Prova

80 questões sobre legislação tributária estadual do Rio Grande do Sul

80 questões sobre auditoria contábil e fiscal

A remuneração oferecida no concurso de 2014 foi de R$ 10.940,00 e os aprovados contavam ainda com um valor acrescido ao salário, referente ao prêmio de Produtividade e Eficiência, na faixa de R$ 8.188,94.

No ano de 2014, também foi divulgado o Edital de Abertura de um concurso público, que tinha como objetivo o provimento de profissionais para aturem como Técnico Tributário. Esse concurso ofertou 100 vagas e o conteúdo cobrado na prova foi: Língua Portuguesa, Matemática, Raciocínio Lógico, Direito Administrativo, Direito Constitucional e Penal, Direito Tributário, Tecnologia da Informação e Legislação Tributária Estadual.

Nessa ocasião as provas também foram divididas em duas etapas: Veja abaixo como foi feita essa divisão:

1º Prova

Língua Portuguesa, Matemática, Raciocínio Lógico e Tecnologia da Informação.

2º Prova

Direito Administrativo, Direito Constitucional e Penal, Direito Tributário e Legislação Tributária Estadual.

Sobre o Edital

Quem for participar do processo seletivo deve acompanhar as informações que ainda serão publicadas, sobre a escolha da Banca Organizadora, pois somente após essa escolha ser feita a data de publicação do Edital será anunciada.

Lorena Ruiz


Deixe seu comentário