Ibram – Novo Pedido de Concurso Público 2018


  

Ministério do Planejamento estuda autorização para mais de 300 vagas.

Novo processo seletivo está próximo de sua oficialização. Trata-se do próximo certame a ser promovido pelo Ministério do Planejamento, do Desenvolvimento e da Gestão, o MPDG. Foi registrada nova solicitação de abertura de concurso público para o provimento de cargos no Instituto Brasileiro de Museus, o Ibram. A demanda de autorização partiu do mesmo órgão, no sentido de liberar o preenchimento de 313 postos de trabalho destinados aos cargos com exigência de nível médio e nível superior de formação acadêmica.

São diversas oportunidades a serem ofertadas, dentro deste requerimento, as quais têm previsão de distribuição conforme o seguinte critério: 73 vagas no setor de assistente técnico; serão 19 vagas no setor de técnico em assuntos educacionais; 121 vagas no setor de técnico em assuntos culturais e as demais 100 destinados ao setor de analista.

O departamento de assistente técnico está destinado aos candidatos com nível médio completo. Todos os outros cargos possuem exigência de candidatos com graduação superior em diversas áreas profissionais. As remunerações iniciais ainda não estão divulgadas.

De acordo com o histórico registrado no processo seletivo anterior, promovido para o provimento de cargos no Ibram, as informações são as seguintes: o mesmo teve como banca organizadora a Funcab e ocorreu no ano de 2010. O edital, na ocasião, apresentou um número de 294 postos, que estavam programados para distribuição no cargo de assistente técnico I; no cargo de técnico em assuntos educacionais; no cargo de técnico em assuntos culturais e no cargo de analista. O vencimento oficial divulgado naquele edital estava no valor de 3.012,82 mil reais.

Naquele mesmo concurso, a distribuição dos postos de trabalho seguiu o seguinte critério: no Estado de São Paulo; Estado do Rio de Janeiro; Estado de Espírito Santo; Estado de Goiás; Estado do Maranhão; no Estado de Minas Gerais; no Estado de Pernambuco; no Estado do Rio Grande do Sul; no Estado de Santa Catarina e em Brasília, Distrito Federal.




Aquele processo seletivo consistiu na realização de provas objetivas ministradas a todos os concorrentes, na ocasião. A etapa seguinte consistiu na devida realização das avaliações discursivas, seguidas da análise sobre os títulos com relação aos postos que exigiam nível superior de formação acadêmica.

A prova objetiva ministrada naquele anterior processo de seleção consistiu em um caderno contendo questões versando sobre a matéria de língua portuguesa; questões versando sobre as noções de informática; questões versando sobre os conhecimentos gerais e questões em cima dos conhecimentos específicos. No caso dos exames direcionados aos cargos de técnico e de analista, os mesmos foram suplementados com questões em cima de língua estrangeira, tais como o inglês e a língua espanhola.

Com relação aos postos de trabalho que corresponderam aos candidatos com nível médio completo, naquele certame a validade do concurso foi estendida até o ano de 2014. Com relação aos cargos dentro das classificações que exigiram graduação em ensino superior, o prazo de validade estendeu-se apenas até o dia 16 de junho daquele mesmo ano.

O órgão que constitui o Instituto Brasileiro de Museus, o Ibram, teve sua fundação durante o governo do ex-presidente da República, senhor Luiz Inácio Lula da Silva, com inauguração ocorrida no mês janeiro de 2009. Trata-se de uma autarquia com a finalidade de suceder o tradicional Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o Iphan, em termos de direitos, de deveres e em torno das obrigações dos museus federais. Este mesmo órgão atua na Política Nacional de Museus, a PNM. São políticas nacionais e culturais gerindo e tomando conta da administração direta de um número de 30 museus. Vale a pena conferir.

Paulo Henrique dos Santos


Deixe seu comentário