Definida Organizadora do Concurso da Polícia Federal 2018


  

Concurso ofertará 500 vagas de nível superior.

Para os concurseiros de plantão que estão na expectativa de novas informações sobre a abertura de um concurso público da Polícia Federal, as novidades que chegam prometem agradar bastante. É que o processo de elaboração do concurso deu mais um passo. Estamos falando que a empresa organizadora do certame já foi contratada e em breve o edital que contará com a oferta de 500 vagas será publicado.

A notícia sobre a contratação da banca organizadora foi divulgada pela Fenapef, que é a Federação Nacional dos Policiais Federais. Segundo as informações da Federação, a empresa que se responsabilizará pela organização assim como execução do certame é a Cebraspe, conhecida antigamente como Cespe/Unb e que é uma referência na organização de processos seletivos e concursos públicos em geral.

A Fenapef também informou que se tudo ocorrer de acordo com o programado, o edital de abertura do processo seletivo deve ser publicado no máximo até o mês de julho. Dessa forma, o próximo passo é a formalização do contrato com a empresa organizadora, ou seja, a assinatura do contrato entre as partes.

O concurso da Polícia Federal teve autorização para realização no dia 20 do mês de abril deste ano. O documento que autoriza foi publicado no Diário Oficial da União e de acordo com suas informações, serão disponibilizadas 150 vags para a carreira de delegado, 60 vagas para a carreira de perito criminal, 80 vagas para a carreira de escrivão, 30 vagas para a carreira de papiloscopista e 180 vagas para a a carreira de agente.

É importante ressaltar que por meio de um decreto presidencial a Polícia Federal pode realizar um novo certame sempre que for constatado que existe uma defasagem no seu quadro de servidores, sem que exista a necessidade de solicitar autorização por parte do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. Contudo, mesmo com essa determinação do ano de 2014 é preciso confirmar com o Planejamento se existe verba para a realização de novas contratações.

Falando dos cargos, já se pode afirmar que para entrar para a concorrência de uma das vagas de papiloscopista, agente ou escrivão o candidato precisa possuir garduação em qualquer área. Já para concorrer a uma vaga no cargo de perito é preciso possuir formação de nível superior em área específica.

Por último, para se tornar um delegado da Polícia Federal o candidato precisa possuir formação de nível superior na área de Direito, além de comprovar experiência mínima de 3 anos na área policial ou na área jurídica.




Também é requisito para todos os cargos que os candidatos possuam carteira nacional de habilitação de categoria a partir da "B".

Os profissionais que atuam nos cargos de papiloscopista, agente e escrivão possuem uma remuneração no valor de R$ 12.441,26, valor este que já tem incluso o auxílio-alimentação que é no valor de R$ 458. Com o reajuste de janeiro de 2019 esse valor deve subir para R$ 12.980,50. Já o profissional no cargo de perito ou delegado possui uma remuneração no valor total de R$ 23.130,48, sendo que em janeiro de 2019 esse valor deve subir para R$ 24.150,74.

Todos esses valores correspondem ao cumprimento de uma jornada de trabalho no total de 40 horas por semana.

Geralmente quando a Polícia Federal realiza um concurso, os aprovados são lotados primeiramente em regiões fronteiriças, de modo que após essas regiões serem atendidas os outros estados também são atendidos, respeitando a necessidade de cada localidade.

Do mesmo modo, as aplicações de provas geralmente acontecem em Brasília e demais capitais do país, sendo que os classificados na prova escrita devem realizar exame oral que é feito somente em Brasília.

Nesse sentido, se você deseja prestar este concurso, esteja atento as novas informações e já comece a se preparar para as provas.

Sirlene Montes


Deixe seu comentário