Certame prevê a contratação de 173 profissionais em diversos cargos.

Se você sonha em atuar na carreira policial, confira aqui uma ótima informação. No estado do Espírito Santo, o governo anunciou em 31 de janeiro de 2018 (quarta-feira) que a previsão de lançar o edital para o próximo certame da Polícia Civil do Espírito Santo (PC ES) é para até 30 dias. A autorização para realizar o próximo processo seletivo da instituição prevê a contratação de 173 profissionais. Saiba mais informações a seguir.

Quais são as oportunidades oferecidas?

As vagas ofertadas são para as seguintes funções: investigador da polícia (60), escrivão da polícia (20), auxiliar de perícia médico legal (20), psicólogo (4), perito oficial criminal (50), assistente social (4) e médico legista (15). A remuneração para quem ingressar na PC ES é de R$ 4.860,60. Além disso, quem for aprovado terá direito a benefícios.

Do total das 173 chances, haverá vagas exclusivas para pessoas com necessidades especiais (PNE) e também para quem se autodeclarar negro ou pardo.

Próximas etapas

A PC ES já abriu processo licitatório para escolher a empresa para organizar o processo seletivo. Após a comissão do concurso da Polícia Civil do estado do Espírito Santo definir a banca responsável pela organização do certame, as próximas fases serão: elaborar e divulgar o edital.

Sobre o último certame

O último concurso da PC ES ocorreu no ano de 2013. Na ocasião, a banca responsável foi a Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (FUNCAB). No total, foram anunciadas 113 chances para os seguintes cargos: escrivão, perito criminal especial, assistente social, médico legista, delegado, perito em telecomunicações, perito bioquímico toxicologista, psicólogo e perito criminal.

Os candidatos foram avaliados nas seguintes fases: 1) exame intelectual – que consistiu em prova objetiva e discursiva; 2) exame psicopatológico; 3) exame médico, toxicológico e psicológico; 4) teste de aptidão física (TAF); 5) teste de digitação – apenas para o cargo de escrivão; e 6) investigação social.




Quem concorreu à função de delegado, teve de responder a 80 quesitos sobre conhecimentos gerais e específicos na prova de múltipla escolha. As matérias cobradas foram: direito constitucional, português, direito administrativo, penal e legislação extravagante, direito civil e processual penal e legislação extravagante.

Já os concorrentes aos demais postos de trabalho da PC ES responderam a 100 questões sobre as seguintes matérias: raciocínio lógico matemático, noções de direito administrativo, português, noções de direito penal, noções de direito processual penal e conhecimentos específicos. As disciplinas exigidas na avaliação objetiva do cargo de escrivão foram: português, direito penal e legislação extravagante, constitucional, direito civil, processual penal e legislação extravagante e administrativo.

As taxas custaram entre R$ 90 e R$ 140.

Requisitos

Algumas das exigências às quais os candidatos tiveram de atender foram: ter no mínimo 18 anos na data da posse, possuir nacionalidade brasileira, possuir aptidão física e técnica para ocupar o cargo.

Dicas de preparação

Caso esteja interessado em trabalhar na Polícia Civil do Espírito Santo, você deve começar a estudar o quanto antes. Uma sugestão é você tomar como base o edital do concurso anterior. Assim, quando o edital atual for divulgado, você poderá fazer revisões dos assuntos que sejam comuns e realizar muitas questões para conhecer o estilo de cobrança das disciplinas que a banca cobra as temáticas. Aqueles assuntos que forem novidades devem ser estudados com ênfase a fim de obter um diferencial perante os concorrentes, pois se será algo novo para você, também será para os demais candidatos.

Mais detalhes do certame da PC ES

Para saber outras informações sobre o concurso público da Polícia Civil do estado do Espírito Santo, você pode acompanhar as notícias em jornais ou blogs especializados, ou ainda acessar o endereço eletrônico pc.es.gov.br do órgão.

Por Melisse V.


Leave your comment