Concurso Aeronáutica CAMAR 2018 – Inscrições, Vagas


  

Certame oferta 104 vagas para prover cargos no Quadro de Oficiais Médicos da Aeronáutica.

Mais um certame em escala nacional está oficializado e com período de inscrições aberto. Trata-se do processo de seleção destinado a prover cargos no Quadro de Oficiais Médicos da Aeronáutica, sendo necessário preencher todos os pré-requisitos estabelecidos e todas as regras formuladas no edital, no sentido de que os candidatos se tornarem aptos a matricular-se no CAMAR de 2019.

Serão 104 postos de trabalho destinados ao Departamento de Ensino da Aeronáutica, no caso, será a admissão para o Curso de Adaptação de Médicos. Serão algumas fases de processo de seleção realizadas nesse mesmo ano, no sentido de fazer ingressar servidores no EA-CAMAR de 2019. 20% destes postos de trabalho estarão reservados aos candidatos afrodescendentes.

São vagas destinadas aos seguintes setores: posto de Alergologia; de Anatomia Patológica; de Anestesiologia; de Cancerologia; de Cardiologia; de Cirurgia Geral; de Clínica Médica; de Cirurgia Vascular Periférica; no setor de Dermatologia; setor de Endocrinologia; setor de Gastroenterologia; de Geriatria; setor de Ginecologia e de Obstetrícia; de Hemoterapia; setor de Medicina da Família e da Comunidade; de Medicina do Trabalho; de Neurologia; de Oftalmologia; setor de Otorrinolaringologia; setor de Ortopedia; setor de Pediatria; de Psiquiatria; de Radiologia e de Urologia. Os candidatos precisam comprovar graduação em curso superior em algumas das áreas acima citadas.

As condições necessárias para participar deste certame (Concurso da Aeronáutica CAMAR de 2018), são as seguintes:

1 – Ser cidadão brasileiro, nascido no Brasil, conforme as normas na Constituição Federal de 1988;

2 – cumprir, tanto no ato de inscrição quanto ao longo do período que antecede a matrícula, as condições prescritas no Exame de Admissão;

3 – passar em todas as fases do mesmo Exame de Admissão, em todos os seus termos;

4 – possuir idade inferior a 36 anos até o dia 31 de dezembro deste ano de matrícula, no Curso em questão, conforme o disposto na alínea “d”, inciso V, do art. 20, da Lei de número 12.464, do dia 4 de agosto de 2011;

5 – estar em dia com as obrigações eleitorais e com o serviço militar (no caso dos concorrentes do sexo masculino);

6 – Não estar respondendo a nenhum processo criminal na justiça militar ou na comum;

7 – não possuir registro de punição por atos lesivos ao patrimônio público em qualquer esfera do governo, dentro de processo disciplinar administrativo em que não exista mais recurso, nos últimos cinco anos;

8 – não possuir registro de condenação em qualquer processo criminal cuja sentença é transitada em julgado, nos últimos cinco anos;

9 – estar isento de pena por qualquer crime comum, seja militar ou mesmo eleitoral;




10 – caso seja um militar da reserva, desprovido de vencimentos nas Forças Armadas ou nas Auxiliares, não possuir registro de expulsão do serviço ativo por ato indigno ou incompatível com a instituição;

11 – não possuir registro de desincorporação, expulsão ou mesmo por processo de deserção, conforme os termos da legislação do serviço militar;

12 – caso seja um militar da ativa, em período que abrange a Inscrição e a Matrícula, será necessário não pertencer ao Quadro de Oficiais Médicos da Aeronáutica;

13 – caso seja um militar da Aeronáutica, receber um Parecer positivo direto da Comissão de Promoções de Oficiais, sendo que o mesmo militar não poderá estar envolvido em atos que o desqualifiquem para tal parecer;

14 – caso seja um militar da ativa, estar abaixo do grau hierárquico em relação ao posto de Primeiro-Tenente;

15 – não possuir o Certificado de Isenção de Serviço Militar que registre a incapacidade física, a mental e ou moral;

16 – possuir registro de aprovação em algum Curso Superior de Medicina que possua reconhecimento pelo Ministério da Educação e da Cultura, o MEC;

17 – é necessário o Título de Especialista na área profissional na qual se concorre, conferido pela Residência Médica ou Especialização;

18 – é necessário o Registro de Qualificação de Especialista conferido por meio do Conselho Regional de Medicina;

19 – possuir registro de habilitação no exercício de profissão, usufruindo de suas prerrogativas profissionais com situação plenamente regularizada em conjunto com o Conselho Regional de Medicina;

20 – estar isento do regime de acumulação lícita em termos de cargos públicos, sobretudo em casos de incompatibilidade de horários;

21 – o candidato deve se apresentar diretamente ao departamento do CIAAR, na data prevista de Habilitação para a Matrícula, enquadrando-se nas exigências das Instruções Específicas, apresentando documentação pessoal exigida, de acordo com o estabelecido no edital.

O período de inscrição se dará entre os dias 14 do mês de maio e 12 de junho deste ano de 2018, no próprio site oficial da Aeronáutica: www.fab.mil.br/ciaar. O valor da taxa é de R$ 130.

Por Paulo Henrique dos Santos


Deixe seu comentário