Esaf – Perfil da Banca Organizadora e Estilo das Provas


  

A ESAF é conhecida por desgastar os candidatos apresentando provas longas e complexas, por isso é necessário preparar o físico e o emocional.

Aqui neste post você encontrará todas as informações sobre a ESAF (Escola de Administração Fazendária), organizadora dos concursos da Receita Federal e do Ministério Público Brasileiro.

As provas regidas pela instituição são famosas por delegar esforços físicos e emocionais do candidato. Provas longas e complexas, que geralmente ocupam todo um final de semana: eis um resumo rápido do perfil das provas da Escola de Administração Fazendária.

Quer saber mais sobre a ESAF e se dar bem no concurso que você está pretendendo fazer? Então confira as dicas que preparamos.

Concursos

A Escola de Administração Fazendária é responsável pela maioria dos concursos mais concorridos no Brasil, sendo conhecida pelas provas e questões mais complexas na área de concursos. Cargos da Receita Federal, do Ministério da Fazenda, do Ministério do Turismo, da Controladoria Geral da União e outros tantos são organizados por esta instituição que por muitos é temida. A associação é famosa por fazer enunciados longos, complexos e por aprofundar os conteúdos dissertados.

Banca organizadora

A banca da ESAF surgiu no ano de 1945, iniciando com cursos de aperfeiçoamento, ligados diretamente com o Ministério Público. Depois de 22 anos, criou-se o CETREMFA (Centro de Treinamento do Ministério da Fazenda), o qual, após 6 anos, em 1973, transformou-se no conhecido ESAF.

Desde 1976 a instituição tem a responsabilidade de selecionar e desenvolver os servidores públicos do Brasil.

O nível de dificuldade das provas regidas pela escola é muito alta e os concursandos são muito, e principalmente, cobrados sobre a letra de jurisprudência e lei.

Uma das características mais proeminentes da banca organizadora é o método de correção e pontuação. A banca tem como método de classificação a nota mínima para cada disciplina e conjunto de provas. Sendo assim, não é válido gabaritar a prova de Auditoria, se o candidato zerar a prova de Língua Portuguesa, assim o participante seria desclassificado.

Prova de Língua Portuguesa




Pela organização da ESAF, as provas de Língua Portuguesa têm um estilo próprio. Enunciados que exigem bastante do concorrente, geralmente acompanhados por textos filosóficos, que requerem do candidato bastante concentração, domínio de lógica de estruturas textuais e muita atenção.

As provas desta disciplina são sempre muito longas e trabalhosas, delegam bastante tempo do candidato. É necessário manter a atenção em todos os enunciados e não fazer leituras prévias e ler de uma maneira muito aprofundada as questões que são de gramática. É importante também que o candidato leia e treine com provas anteriores.
A prova desta disciplina possui, geralmente, 20 questões, delegando de candidatos bem preparados, no máximo, 90 minutos.

Prova de Direito

Há uma disciplina dentro das provas dos concursos organizados pela ESAF que abrange os conteúdos de Direito Constitucional, Direito Tributário e Direito Administrativo, a disciplina de direito é cobrada com um alto nível de dificuldade. As questões abrangem cobranças de lei e estudos de casos, trazendo enunciados, como na prova de língua portuguesa, bastante grandes e complexos, exigindo um grande conhecimento em leis do candidato.

Dia de aplicação de provas

Como foi dito, a ESAF é conhecida por desgastar os candidatos apresentando provas longas e complexas, por isso é necessário preparar o físico e o emocional.

A prova é dividida em um sábado (durante à tarde) e um domingo (dia todo).

Uma curiosidade da ESAF é que a banca só disponibiliza a sala de aplicação de prova na hora da prova, portanto a cola é dificultada. Outro sistema para dificultar as colas são os gabaritos, são 4 diferentes, sendo que são as mesmas questões porém distribuídas em formatos diferenciados.

Na internet é possível achar diversos cursos preparatórios para os concursos organizados pela ESAF. Com uma boa preparação é fácil se sair bem! Estude e boa sorte!

Por Carolina B.


Deixe seu comentário