Concurso TRT-6 2018 é Autorizado em Pernambuco


  

Certame deverá ofertar 32 vagas para Analista e Técnico Judiciário.

Quem sonha em passar no concurso para trabalhar no Poder Judiciário pode conferir uma ótima notícia. O Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT 6), com sede em Recife, capital pernambucana, anunciou que o seu próximo certame está autorizado e tem por objetivo preencher vaga para técnico e analista judiciário. A decisão do pleno foi divulgada no dia 22 de agosto (terça-feira).

Vagas

Há expectativa de serem anunciadas 32 vagas imediatas, sendo 9 para analista em diversas especialidades e 23 para técnico judiciário. Segundo dados do portal da transparência do TRT 6, do mês de abril desse ano, haviam 11 cargos vagos.

Em 2016 o Tribunal Superior do Trabalho (TST) fez um projeto de lei nº 2641/2015 a fim de criar 128 vagas para o tribunal. O projeto foi aprovado pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados. Segundo a proposta, seriam 87 oportunidades para a função de analista judiciário e 41 chances para técnico judiciário. No caso dos cargos que exigem escolaridade de nível superior, as áreas oferecidas são: administração, engenharias, odontologia, arquivologia, psicologia clínica, comunicação social, arquitetura, fisioterapia, enfermagem, medicina do trabalho, serviço social, história, estatística, psiquiatria, judiciária e clínica geral.

Já para os cargos que exigem escolaridade de nível técnico e/ou médio, as especialidades são enfermagem, apoio de serviços diversos, administrativa, telefonia, segurança e transporte.

Remuneração e benefícios

O TRT 6 oferece aos iniciantes na carreira de técnico judiciário uma remuneração de R$ 7,3 mil com benefícios de auxílio natalidade, para quem tem filhos. Quem for aprovado para ocupar a função de analista vai receber o montante de R$ 11 mil com gratificação da atividade jurídica e vale-alimentação.

Há previsão legal para reajustes salariais até 2019. Desse modo, os técnicos receberão R$ 8,4 e os analistas cerca de R$ 14 mil.

Trabalhar no Poder Judiciário permite muitas vantagens, entre elas a estabilidade, que será conquistada em caso de aprovação em avaliação de desempenho. O servidor será regido pelo regime estatutário.

Último certame do TRT 6




A última seleção para atuação no tribunal no estado de Pernambuco ocorreu em 2012. Na oportunidade foram ofertadas no edital 38 chances para cargos de nível médio e superior. Além dessas oportunidades, houve formação de cadastro reserva. As áreas oferecidas para a função de técnico foram: segurança, tecnologia da informação, enfermagem, administração e higiene bucal. Já para analista houve chances para as seguintes especialidades: enfermagem, contabilidade, comunicação social, arquivologia, biblioteconomia, serviço social, estatística, medicina do trabalho, tecnologia da informação, engenharias, psicologia, odontologia, execução de mandados, administração, fisioterapia, arquitetura, psiquiatria e judiciária.

A banca responsável pela organização desse último concurso público foi a Fundação Carlos Chagas (FCC). Mais de 700 aprovados foram convocados, sendo 150 para analista da área judiciária e 390 para técnico de administração. Naquela ocasião, os salários eram de R$ 4 mil e R$ 6 mil para técnico e analista, respectivamente.

Os candidatos responderam a 60 quesitos na prova objetiva, sendo 40 sobre conhecimentos específicos e 20 sobre conhecimentos básicos. Além disso, houve aplicação de prova discursiva e, para alguns cargos, exame de aptidão física. As disciplinas cobradas para todos os cargos foram: raciocínio lógico e matemática, língua portuguesa e noções de gestão pública. O tempo disponível para os concorrentes responderem às questões de múltipla escolha e redação foi de 4h30.

O valor das inscrições eram R$ 55 e R$ 70 para técnico e analista.

Saiba as atribuições para exercer a função de técnico judiciário da área administrativa: prestar apoio no exercício das atividades judiciárias, realizar estudos e pesquisas, atender o público externo e interno, rotinas administrativas, entre outras.

As atividades do cargo de analista judiciário da área judiciária são: verificar prazos processuais, analisar petições processos, fornecer suporte técnico e administrativo, entre outras.

Melisse V.


Deixe seu comentário