CNEN poderá ter Novo Concurso Público em 2018


  

Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) tenta obter 500 vagas para contratar novos servidores.

Com um pedido já enviado ao Ministério de Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) tenta obter 500 vagas para que novos servidores possam vir a fazer parte do seu quadro funcional.

O objetivo é que caso o pedido seja autorizado, as vagas solicitadas deverão se distribuídas em dois concursos com 25 vagas cada uma, sendo que uma seleção deverá acontecer logo neste ano de 2017 e outra no ano que vem, em 2018.

A realização do concurso deverá ser feita para os cargos de pesquisador, técnico, analista de ciências e tecnologia, tecnologista e assistente em ciência e tecnologia.

Para os cargos citados acima, são exigidos formação de nível médio para assistente em tecnologia e técnico. A remuneração inicial será de R$ 3.500,00 para os assistentes e de R$ 3.800,00 para quem for selecionado para o cargo técnico. Somado a isto, ambos os cargos deverão contar com remunerações sucessivas que podem varia entre R$ 1.700,00 a quase R$ 2.000,00.

No caso dos cargos que exigem formação superior, como os pesquisadores, analistas e tecnologista, a remuneração inicial poderá variar entre R$ 5.900, 00 a R$ 9.400,00. Caso os aprovados para um dos cargos citados anteriormente possuam pós-graduação, do tipo doutorado, este valor poderá chegar a R$ 9.400,00.




No caso específico dos pesquisadores, a remuneração é diferenciada, com valores inicias de R$ 7.400,00 para quem for adjunto e R$ 8.300, 00 para os associados. Estes valores tenderão a se elevar de R$ 11.000,00 a R$ 13.000,00 caso os candidatos tenham o título de Doutor.

Vale aqui salientar que todos os cargos deverão contar com um auxílio alimentação no valo de R$ 458,00.

Caso a realização do concurso seja autorizada, os candidatos deverão ser submetidos a uma prova objetiva e a análise de titularidade de cada um. Além disso, o processo seletivo deverá seguir os moldes do anterior feito em 2010 e deverá realizar uma prova oral para o cargo de tecnologista e de uma defesa de tese para os pesquisadores.

Desse modo, os interessados em fazer parte da comissão deverão estar bastante atentos para as datas de inscrição, caso seja autorizado o concurso e que possam vir a fazer parte de um das mais importantes comissões que fiscalizam e regula o uso da energia nuclear em nosso país.

Por Emmanoel Gomes


Deixe seu comentário